FÓRUM

II Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental Curitiba/PR

II Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental Curitiba/PR
JUSTIFICATIVA E OBJETIVO

O II Fórum Internacional: novas abordagens no cuidado em saúde mental em Curitiba têm por objetivo promover um espaço de debates e trocas de experiências entre pessoas e organizações que vêm construindo práticas bem sucedidas no desenvolvimento da boa qualidade dos serviços de saúde mental comunitária, e aquelas que estão em processo de implementação de estratégias de desinstitucionalização e serviços efetivos que melhorem a vida de pessoas em sofrimento psíquico.

Em virtude das inscrições estarem esgotadas para Fórum no dia 23/09. A comissão organizadora vai fazer mais um Fórum no dia 22/09.

Os objetivos do evento contemplam:

  • Construir parcerias de sucesso entre os usuários dos serviços, suas famílias e comunidades
  • Implementar estratégias de desinstitucionalmização que foquem em recovery e inclusão
  • Discutir o matriciamento na saúde mental
  • Aumentar a conscientização de profissionais e trabalhadores da saúde sobre a importância de construir novas estratégias em saúde mental, juntamente com os usuários dos serviços e suas famílias

A idéia do Fórum surgiu das ligações entre profissionais da saúde, professores, usuários dos serviços e seus familiares no Brasil, a IMHCN (Rede Internacional de Colaboração em Saúde Mental), que promove as parcerias internacionais, CENAT  e Professores da UFPR.

O objetivo do Fórum é explorar novas abordagens em saúde mental pelo compartilhar de experiências em desenvolvimento e implementação de novas abordagens terapêuticas, novas idéias e avanços na saúde mental.

TÓPICOS A SEREM DISCUTIDOS NO EVENTO

Novas abordagens em discussão incluirão:

O conceito de abordagem de recuperação pessoa inteira toda a vida é fundada em valores humanos e sua aplicação pelo perito pela experiência, profissionais e do próprio serviço. 

O objetivo é alcançar a saúde e bem-estar, independentemente do grau do transtorno mental ou angústia do indivíduo. Isto requer uma mudança de paradigma no pensamento de patologia e doenças à auto determinação,histórias de vida, forças humanas, esperanças e sonhos, apoio dos pares e de controle por parte do usuário com apoio de profissionais como parceiros, mentores e defensores. 

Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)

Conferência: Escolha e auto determinação no serviço

É essencial para o progresso da recuperação de um usuário do serviço, que este usuário seja ativo na tomada de decisões e que o tratamento faça sentido para a pessoa. Este é um desafio para muitos serviços como eles são muitas vezes baseados em uma perspectiva em que o usuário se tornar passiva.

É necessário, portanto desenvolver serviços baseados em uma abordagem cooperativa, em que o usuário esteja no controle do processo e onde os profissionais tenham um o papel de colaborador nesse processo.

A fundação deste processo de desenvolvimento organizacional tem sido através de um processo em que os usuários e funcionários foram treinados em conjunto e onde a organização tem sido continuamente adaptada a este novo conhecimento comum.

Isto levou ao desenvolvimento de uma nova organização do conjunto, o qual está organizado da perspectiva e da necessidade do usuário. Escolha do usuário quais os funcionários que irão trabalhar com ele, e toda a aprendizagem e planejamento é conduzida como um processo de grupo conjunto entre os usuários, a rede e as equipe.

Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)

Conferência: Os benefícios das abordagens comunitárias  na saúde mental. (Grupo de ouvidores vozes e peer support) 

A fim de difundir o trabalho realizado com pessoas que ouvem vozes, seus familiares e profissionais de saúde mental, no sentido de que essas pessoas possam lidar melhor e aceitar as vozes como uma experiência que pode ser vivida de forma não patológica.

No campo da saúde, a experiência de ouvir vozes é tradicionalmente considerada como um sintoma da esquizofrenia, que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, é um transtorno mental grave que afeta mais de 21 milhões de pessoas no mundo inteiro.

Contudo, o trabalho desenvolvido pela Intervoice constitui-se como uma alternativa ao saber psiquiátrico acerca da alucinação auditiva verbal, na medida em que a audição de vozes não é tomada como a expressão de um processo de adoecimento.

As pesquisas realizadas pela Intervoice mostram que ouvir vozes é uma experiência totalmente independente do diagnóstico de esquizofrenia e deve ser compreendida dentro da vasta gama das experiências subjetivas humanas. Neste sentido, a Intervoice defende que o problema não está em ouvir vozes, mas na dificuldade que algumas pessoas tem em lidar com essa experiência.

Conferência: Matriciamento na Saúde Mental

Entende-se por matriciamento, o suporte realizado por profissionais e diversas áreas especializadas dado a uma equipe interdisciplinar com o intuito de ampliar o campo de atuação e qualificar suas ações. 

O matriciamento ou apoio matricial é um novo modo de produzir saúde mental em que duas ou mais equipes, num processo de construção compartilhada, criam uma proposta de intervenção pedagógico-terapêutica. “Portanto, o processo de saúde e intervenção não é monopólio nem ferramenta exclusiva de nenhuma especialidade, pertencendo a todo o campo da saúde e principalmente a pessoa que recebe o atendimento. Isso torna o matriciamento um processo de trabalho interdisciplinar por natureza, com práticas que envolvem intercâmbio e construção de conhecimento.” (Ministério da Saúde)

Conferência: Apoio ao desenvolvimento do Quality rights

A ferramenta Quality Rights desenvolvida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Quality Rigths é uma ferramenta que amplia o protagonismo dos usuários dos serviços na saúde mental.

Que podem contar com um kit de ferramentas aprovados internacionalmente para avaliar os serviços em que são atendidos. Quality Rights associa qualidade dos serviços ao respeito aos direitos humanos. Fonte: Rede Humaniza SUS.

 

PERFIL DO PÚBLICO ALVO

Trabalhadores e estudantes da área da saúde e saúde mental; usuários de serviços de saúde mental e seus familiares; pessoas que escutam vozes. 

COMISSÃO ORGANIZADORA E APOIOS

CENAT

IMHCN (Rede Internacional de Colaboração em Saúde Mental)

PALESTRANTES
  • Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)
  • Currículo: Formado em enfermagem psiquiátrica, instrutor, consultor e escritor. Toda carreira profissional tem sido centrada na psiquiatria em áreas como a psiquiatria social, psiquiatria distrito, psicoterapia, alcoolismo e psiquiatria adolescente. Atualmente, ele é diretor dos serviços psiquiátricos sociais em Lyngby - município Taarbæk na Dinamarca. Que incluem moradia, apoio em casa, serviço agudo, grupos de auto-ajuda, trabalho apoiado, as empresas sociais e educação. Os serviços em Lyngby é no contexto dinamarquês uma tentativa pioneira de trabalho orientado para a recuperação. Jørn iniciou a criação da Intervoice na Dinamarca e tem sido do conselho desde a sua criação.

          Palestrante: Profa Dra Rossana Maria Seabra (UNESP)

  • Currículo: Possui Graduação em Psicologia pela UFPR (1982), Especialização em Educação Especial pela UFPR (1991), Mestrado em Educação pela UFSCAR (1995), Doutorado em Educação pela UNESP (2002) e Pós doutorado em Desinstitucionalização realizado em Trieste-Itália (2011). Atualmente é Professora Assistente Doutora da UNESP e Membro do Corpo Editorial da Internacional Association Of Applied Psychology. 

 

  • Palestrante: Prof  Dr Deivisson Vianna Dantas (UFPR)
  • Currículo: Médico, Psiquiatra, Mestre e Doutor em Saúde Coletiva pela (UNICAMP). Atualmente é Docente Adjunto do Departamento de Saúde Comunitária da (UFPR) e coordena a linha de cuidado em saúde mental da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (FEAES). Possui MBA em Gestão em Saúde pela (FGV). Trabalhou na supervisão, gestão e preceptoria de residentes em psiquiatria em diversos equipamentos de saúde de Curitiba-PR e Campinas-SP e já ocupou o cargo de coordenador de saúde mental neste último município.   

 

  •   Palestrante: Profa Dra Sabrina Stefanello (UFPR)
  • Currículo: Médica Psiquiatra, Mestre e Doutora na UNICAMP. Pós-doutorado em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP e Pós-doutorado no Departamento de Artes e Ciências Sociais da Universidade de Montreal (Quebéc-Canadá). Tem experiência em pesquisa, reabilitação e inclusão social de egressos de hospitais psiquiátricos, em prevenção do suicídio e ensino de psiquiatria. Atua como professora da UFPR e supervisora de residentes de Psiquiatria na rede de saúde de Curitiba.
  •  
PROGRAMAÇÃO

  Horários

                     22 de Setembro

      8:30 – 9:00

                  Credenciamento

     9:00 – 9:15

                 Mesa de Abertura

     9:15 – 10:10

                  Como desenvolver o  Quality rights nos serviços. (Rossana Seabra)

 

    10:10 – 11:00

   Escolha e auto determinação no serviço. Jørn Eriksen

 

    11:00 – 11:50

   Da prescrição á escuta. Quem é o dono do tratamento o médico ou o cidadão? Deivisson Viana

     11:50 - 12:20

  Refletindo o tema discutido (participação: um participante, um palestrante, um usuário do serviço e um familiar)

    12:20 -14:00

                  Intervalo Almoço

    14:00 – 15:00

   Os benefícios das abordagens comunitárias  na saúde mental. (Grupo de ouvidores vozes e peer support) ”. Jørn Eriksen

     15:10- 16:00

    Como podemos colocar em prática o matriciamento. Sabrina Stefanello

    16:00-17:00

         Microfone aberto, para manifestação dos presentes.

INVESTIMENTO

 

 Lote (ESGOTADO)

Valor inscrição: R$ 55,00

2º Lote (LOTE ATUAL)

Valor inscrição: R$ 65,00

3º Lote   

Valor inscrição : R$ 75,00

4º Lote 

Valor inscrição: R$ 85,00

*Vagas limitadas apenas 200 inscrições.

Formas de pagamentos:

  • Cartão crédito em até 3 vezes
  • Boleto

O que está incluso na inscrição:

  • Palestras 
  • Tradução Inglês-Português 
  • Brindes
  • Certificado Online de 12h (enviado por email)
  • No dia do evento vai ter vendas de livros

A inscrição será feitas apenas pelo site: www.cenatcursos.com.br

Dúvidas enviar email: pablovalente@cenatcursos.com.br

A inscrição só será confirmada após o pagamento.

DATA E LOCAL

Data: 22 de Setembro de 2017

Horário: 9:00h ás 17:00h

Local do Evento

Universidade Pontifícia Universidade Católica do Paraná - Auditório CARLOS COSTA no Bloco Verde

Rua. Imac. Conceição, 1155 - Prado Velho, Curitiba/PR

Dúvidas enviar email: pablovalente@cenatcursos.com.br

HOSPEDAGEM

Hospedagem:

O II Fórum Internacional Novas Abordagens em  de Saúde Mental Curitiba, fez uma parceria com o site Booking.com para quem precisa de hospedagem em Curitiba. O Booking é o maior site de reserva de Hotéis do Mundo.

No site tem opção de hospedagem apartir de R$ 90,00 quarto duplo. Sugestão de bairro procure hospedagem no Centro de Curitiba. Do centro a PUC tem transporte público ou de Uber sai em torno de R$ 10,00.

Instituto Trieste copyright © 2015. Todos os direitos reservados.