FÓRUM

II Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental Porto Alegre/RS

II Fórum Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental Porto Alegre/RS
JUSTIFICATIVA E OBJETIVO

 As inscrições estão esgotadas!

O II Fórum Internacional: novas abordagens no cuidado em saúde mental em Porto Alegre têm por objetivo promover um espaço de debates e trocas de experiências entre pessoas e organizações que vêm construindo práticas bem sucedidas no desenvolvimento da boa qualidade dos serviços de saúde mental comunitária, e aquelas que estão em processo de implementação de estratégias de desinstitucionalização e serviços efetivos que melhorem a vida de pessoas em sofrimento psíquico.

Os objetivos do evento contemplam:

  • Construir parcerias de sucesso entre os usuários dos serviços, suas famílias e comunidades
  • Implementar estratégias de desinstitucionalmização que foquem em recovery e inclusão
  • Discutir o matriciamento na saúde mental
  • Aumentar a conscientização de profissionais e trabalhadores da saúde sobre a importância de construir novas estratégias em saúde mental, juntamente com os usuários dos serviços e suas famílias

A idéia do Fórum surgiu das ligações entre profissionais da saúde, , usuários dos serviços e seus familiares no Brasil, a IMHCN (Rede Internacional de Colaboração em Saúde Mental), que promove as parcerias internacionais, CENAT  e Professores da UFGRS.

O objetivo do Fórum é explorar novas abordagens em saúde mental pelo compartilhar de experiências em desenvolvimento e implementação de novas abordagens terapêuticas, novas idéias e avanços na saúde mental

TÓPICOS A SEREM DISCUTIDOS NO EVENTO

Novas abordagens em discussão incluirão:

O conceito de abordagem é fundada em valores humanos e sua aplicação pelo perito pela experiência, profissionais e do próprio serviço. 

O objetivo é alcançar a saúde e bem-estar, independentemente do grau do transtorno mental ou angústia do indivíduo. Isto requer uma mudança de paradigma no pensamento de patologia e doenças à auto determinação,histórias de vida, forças humanas, esperanças e sonhos, apoio dos pares e de controle por parte do usuário com apoio de profissionais como parceiros, mentores e defensores. 

Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)

Conferência: Escolha e auto determinação no serviço

É essencial para o progresso da recuperação de um usuário do serviço, que este usuário seja ativo na tomada de decisões e que o tratamento faça sentido para a pessoa. Este é um desafio para muitos serviços, hoje eles são muitas vezes baseados em uma perspectiva em que o usuário se tornar passivo.

É necessário, portanto desenvolver serviços baseados em uma abordagem cooperativa, em que o usuário esteja no controle do processo e onde os profissionais tenham um o papel de colaborador nesse processo.

A fundação deste processo de desenvolvimento organizacional tem sido através de um processo em que os usuários e funcionários foram treinados em conjunto e onde a organização tem sido continuamente adaptada a este novo conhecimento comum.

Isto levou ao desenvolvimento de uma nova organização do conjunto, o qual está organizado da perspectiva e da necessidade do usuário. Escolha do usuário quais os funcionários que irão trabalhar com ele, e toda a aprendizagem e planejamento é conduzida como um processo de grupo conjunto entre os usuários, a rede e as equipe.

Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)

Conferência: Os benefícios das abordagens comunitárias  na saúde mental. (Grupo de ouvidores vozes e peer support) 

A fim de difundir o trabalho realizado com pessoas que ouvem vozes, seus familiares e profissionais de saúde mental, no sentido de que essas pessoas possam lidar melhor e aceitar as vozes como uma experiência que pode ser vivida de forma não patológica.

No campo da saúde, a experiência de ouvir vozes é tradicionalmente considerada como um sintoma da esquizofrenia, que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, é um transtorno mental grave que afeta mais de 21 milhões de pessoas no mundo inteiro.

Contudo, o trabalho desenvolvido pela Intervoice constitui-se como uma alternativa ao saber psiquiátrico acerca da alucinação auditiva verbal, na medida em que a audição de vozes não é tomada como a expressão de um processo de adoecimento.

As pesquisas realizadas pela Intervoice mostram que ouvir vozes é uma experiência totalmente independente do diagnóstico de esquizofrenia e deve ser compreendida dentro da vasta gama das experiências subjetivas humanas. Neste sentido, a Intervoice defende que o problema não está em ouvir vozes, mas na dificuldade que algumas pessoas tem em lidar com essa experiência.

PERFIL DO PÚBLICO ALVO

Trabalhadores e estudantes da área da saúde e saúde mental; usuários de serviços de saúde mental e seus familiares; pessoas que escutam vozes. 

COMISSÃO ORGANIZADORA E APOIOS

CENAT

IMHCN (Rede Internacional de Colaboração em Saúde Mental)

UFRGS

PPGPSI/UFRGS

PPG PSICANÁLISE CLÍNICA E CULTURA

PALESTRANTES
  • Palestrante: Jørn Eriksen (Dinamarca)
  • Currículo: Formado em enfermagem psiquiátrica, instrutor, consultor e escritor. Toda carreira profissional tem sido centrada na psiquiatria em áreas como a psiquiatria social, psiquiatria distrito, psicoterapia, alcoolismo e psiquiatria adolescente. Atualmente, ele é diretor dos serviços psiquiátricos sociais em Lyngby - município Taarbæk na Dinamarca. Que incluem moradia, apoio em casa, serviço agudo, grupos de auto-ajuda, trabalho apoiado, as empresas sociais e educação. Os serviços em Lyngby é no contexto dinamarquês uma tentativa pioneira de trabalho orientado para a recuperação. Jørn iniciou a criação da Intervoice na Dinamarca e tem sido do conselho desde a sua criação.
  •  
  • Palestrante: Profa Luciane Prado Kantorski (UFPEL)
  • Currículo: Professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas. Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem pela USP. Pós-Doutora pela  Universidade de Turim-Itália. Durante o ano de 2015 acompanhou experiências do movimento dos ouvidores de vozes como congressos, seminários, cursos de formação, grupos nas localidades de Albinea, Bologna, Settimo Torinese e San Giuseppe di Cairo (Itália).  A partir de 2016 tem desenvolvido um trabalho de sensibilização, com oficinas, seminários, cursos de formação sobre o movimento dos ouvidores de vozes e coordena uma pesquisa sobre o tema.

      

  • Palestrante: Prof  Mário Cardano (Itália)
  • Currículo:  Sociólogo Ele trabalha com sociologia da saúde e fez uma belissima etnografia com um grupo de ouvidores de vozes na Itália em Settimo Torinese e é uma das lideranças da associação italiana dos ouvidores de vozes, publicou um livro que chama "Udire la voce degli dei - l'esperienza del Gruppo Voci" (Ouvir a voz dos deuses - a experiência do grupo vozes).
PROGRAMAÇÃO

        Horários

                 21 de Setembro

     8:30 – 9:00

       Credenciamento

    9:00 – 9:15

         Mesa de Abertura

    9:15 – 10:00

 Os benefícios das abordagens comunitárias  na saúde mental. (Grupo de ouvidores vozes e peer support) ” (Jørn Eriksen)

    10:00 – 10:45

  Experiências em Saúde mental enquanto práticas de resistência e garantia de direitos -   Movimento de Ouvidores de Vozes, Project Icarus e Freedom Center. (Luciane Kantorski)

    10:45 – 11:30

  Ouvir a voz dos deuses - a experiência do grupo vozes ( Mário Cardano)

     11:30 - 12:10

   Refletindo o tema discutido com  usuários e  familiares.

    12:10 -14:00

               Intervalo Almoço

    14:00 – 15:00

  Escolha e auto determinação nos serviços. (Jørn Eriksen)

   15:00 -16:00

 O que os usuários esperam de uma associção e de um serviço de saúde mental

   16:00 – 17:00

         Microfone aberto, para manifestação dos presentes.

INVESTIMENTO

Lote Especial Junho (Esgotado)

Valor inscrição: R$ 45,00

 Lote (Esgotado)

Valor inscrição: R$ 55,00

2º Lote  (Esgotado)

Valor inscrição: R$ 65,00

3º Lote    (Esgotado)

Valor inscrição : R$ 75,00

4º Lote (Esgotado)

Valor inscrição: R$ 85,00

*Vagas limitadas apenas 180 inscrições.

Formas de pagamentos:

  • Cartão crédito em até 3 vezes
  • Boleto

O que está incluso na inscrição:

  • Palestras 
  • Tradução Inglês-Português 
  • Brindes
  • Certificado Online de 12h (enviado por email)
  • No dia do evento vai ter vendas de livros

A inscrição será feitas apenas pelo site: www.cenatcursos.com.br

Dúvidas enviar email: pablovalente@cenatcursos.com.br

A inscrição só será confirmada após o pagamento.

DATA E LOCAL

Data: 21 de Setembro de 2017

Horário: 9:00h ás 17:00h

Local do Evento:

Faculdade de Odontologia UFRGS - Auditório de Odontologia

R. Ramiro Barcelos, 2492 - Santa Cecilia, Porto Alegre - RS

Dúvidas enviar email: pablovalente@cenatcursos.com.br

HOSPEDAGEM

Hospedagem:

O II Fórum Internacional Novas Abordagens em  de Saúde Mental Porto Alegre, fez uma parceria com o site Booking.com para quem precisa de hospedagem em Porto Alegre. O Booking é o maior site de reserva de Hotéis do Mundo.

No site tem opção de hospedagem a partir de R$ 90,00 quarto duplo. Sugestão de bairro procure hospedagem no Centro.

Clique aqui para pesquisar seu hotel

Instituto Trieste copyright © 2015. Todos os direitos reservados.